Telefone logo
Ligue agora
12 3033 0545
Nosso whatsapp 12 98802 4663
Whatsapp
12 98802 4663

Como tudo começou…

Meu nome é Camila Scotti. Sou uma pessoa curiosa e que não consegue ficar parada. Gosto de aprender coisas novas e de fazer as coisas direito. Meu marido (que está comigo há doze anos) diz que sou chata, pois tudo tem que ser do meu jeito e, como sou perfeccionista e exigente, a vida dele não é fácil. Tenho um gatinho de 11 anos e uma filhinha linda, que vai completar 3 meses.

Algumas pessoas me perguntam de onde tirei a ideia da Dona Ajuda, ainda mais quando vou prestar os serviços de “marido de aluguel” e a pessoa se depara com uma mulher batendo a sua porta. Por isso, resolvi escrever esse post para contar um pouquinho sobre isso.

A ideia de começar a Dona Ajuda nasceu por diversos motivos…

Desde pequena, sempre fui organizada e gostava de organizar as coisas dos outros também, para facilitar as tarefas do dia a dia. Buscava saber como as coisas eram utilizadas, organizando-as de forma que facilitasse o uso e o acesso. Até nas tarefas do dia a dia, como lavar louça, eu sempre achava uma lógica para colocar as louças no escorredor, para elas caberem de forma melhor e até caberem mais em um só lugar.

Como morava apenas eu, minha mãe e, por alguns anos, a minha avó, sempre dependíamos do meu avô ou de algum tio para fazer algumas coisas em casa, ou então, minha mãe tinha que contratar alguém, o que a deixava com receio, pois, depois de certa idade, eu ficava sozinha em casa durante a tarde, ou a casa ficava vazia.

Para piorar, os “profissionais” não apareciam no horário combinado, não entregavam o orçamento, faziam as coisas de qualquer jeito, não apareciam, deixavam tudo sujo, nem sempre eram caprichosos, entre outras coisas que geravam problemas e dores de cabeça, às vezes, maiores do que o problema que deveriam solucionar.

Como sempre gostei dessas coisas e, por um tempo, morei sozinha ou em países onde se valoriza esse tipo de mão de obra (o que a tornava inacessível para mim), comecei a colocar a mão na massa, e fui tomando gosto pela coisa. Aos poucos, fui fazendo mais e mais, e percebi que as pessoas que visitavam a minha casa ficavam admiradas com os resultados.

Como eu já havia feito curso de design de interiores, apesar de nunca ter atuado na área, fui fazer também cursos de personal organizer, elétrica e pintura (residencial e comercial). Este ano, ainda pretendo fazer o curso de marido de aluguel (pasmem!!! Isso existe), de hidráulica e de envelopamento de móveis. Acredito que devemos estar sempre em busca de conhecimento e novas técnicas, para não sermos apenas mais um nessa área tão concorrida.

Além disso tudo, trabalhar com o que eu gosto vai possibilitar que eu estabeleça os meus horários, permitindo que eu possa acompanhar mais de perto o crescimento da minha boneca.

Espero que tenham gostado da minha história e passem a gostar, ainda mais, do meu trabalho.

Beijos e abraços a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas postagens do nosso blog

10 erros cometidos ao limpar a casa – Parte 02

No mês passado, eu fiz um post com 10 erros cometidos na hora da limpeza. Quando comecei a lista, ela passou de 10 itens e acabou duplicando de tamanho. Por isso, resolvi dar continuidade a aquele post. Veja nessa lista, mais 10 erros cometidos na hora da limpeza! Espero que agora você consiga limpar a sua […]